CBF tem 5 opções para o lugar de Mano

Felipão e Tite estão no topo da lista de Marin

O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2012 | 02h05

Sem pressa para escolher o novo técnico da seleção brasileira, a CBF promete divulgar o nome apenas no início de janeiro. Alguns treinadores iniciam a disputa como favoritos. Felipão e Tite aparecem no topo da lista de Marin, mas Muricy e Abel Braga também agradam ao presidente e a dirigentes próximos a ele.

"Vai ficar entre esses sete ou oito nomes que já estão falando", disse Andrés Sanchez, diretor de seleções da CBF. "Marin não quer errar e por isso vai fazer uma ampla consulta a dirigentes do futebol brasileiro, para tomar a decisão certa", acrescentou um cartola que tem bom relacionamento com o presidente.

Mais forte candidato à sucessão de Mano, Felipão foi surpreendido com a queda do treinador da seleção. Ele estava em um evento do governo em Corumbá (MS) quando recebeu a notícia por meio de repórteres que cobriam o evento. "Assumir a seleção? Como? Fiquei sabendo agora por vocês (repórteres) da saída do Mano", disse Felipão. "Não sei de nada."

O nome de Tite também surge com força. Ele está prestigiado por ter levado o Corinthians ao título inédito da Libertadores da América e por estar prestes a comandar a equipe no Mundial de Clubes. Se for campeão no Japão, ele passará a ser o favorito, mas o Corinthians já avisou que não pretende liberá-lo.

Muricy, por sua vez, é forte pelos muitos títulos conquistados nos últimos anos por São Paulo, Fluminense e Santos. Ele também é um dos preferidos da torcida e nunca comandou a seleção brasileira. Na única vez que foi convidado, em 2010, acabou recusando o convite por ter contrato em vigência com o Fluminense. "Não saio sem a permissão do Santos. Já tive convites de outros clubes, mas tenho contrato até 31 de dezembro de 2013. O Santos define isso."

Abel Braga ganhou moral pela conquista do Campeonato Brasileiro com o Fluminense e Luxemburgo faz bom trabalho no Grêmio. / PAULO FAVERO E ALMIR LEITE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.