Ricardo Nogueira/EFE
Ricardo Nogueira/EFE

CBG abrirá inquérito para investigar racismo entre atletas

Vídeo compartilhado por ginasta causou grande polêmica na internet

O Estado de S. Paulo

16 de maio de 2015 | 22h00

A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) anunciou neste sábado a instauração de um inquérito para investigar as 'brincadeiras' – vistas por muitos como racistas – direcionadas ao ginasta Ângelo Assumpção por alguns de seus companheiros da Seleção de Ginástica Artística Masculina. Depois de concluído, o inquérito será enviado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da CBG, que decidirá sobre eventuais punições.

A polêmica começou com o compartilhamento, via a rede social Snapchat, de um vídeo pelo atleta Arthur Nory, que mostra ele e Fellipe Arakawa ironizando Assumpção com algumas 'piadas', as quais renderam uma enxurrada de críticas aos atletas nas redes sociais. A delegação brasileira está em Portugal para realizar as avaliações finais antes da definição do grupo para os Jogos Pan-Americanos de Toronto.

"Se o celular funciona, é branco. Se estraga, é preto. Saquinho de supermercado? É branco. Saco de lixo? É preto", foram as frases ditas no vídeo, que ainda mostra os companheiros de seleção indo se desculpar em tom de brincadeira a Ângelo, que parece não engolir muito bem os pedidos no momento.

Após a gravação ser divulgada pelo jornal O Globo e causar grande polêmica na internet, os atletas trataram de colocar panos quentes na situação. Em vídeo publicado na sua conta do Instagram, Nory, junto de Arakawa, Assumpção e Henrique Flores tentou explicar o ocorrido. "Fala galera, aqui é uma equipe e está tudo bem. Exageramos e passamos dos limites. Quem está presente no dia a dia sabe como é. Está repercutindo de uma forma negativa para ter matérias. Aqui todo mundo gosta de todo mundo. Por favor, não entendam mal!", escreveu o ginasta na rede social.

Ainda no vídeo, Flores afirmou que "a brincadeira teve uma repercussão muito grande e negativa", enquanto Arakawa disse que "era um momento brincadeira e vocês (internautas) entenderam tudo errado". Já Assumpção perdoou os colegas de seleção. "Não tem problema, a gente é amigo."

CONFIRA A NOTA OFICIAL DA CBG
A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), considerando o relatório da coordenação da Seleção de Ginástica Artística Masculina, irá instaurar inquérito para encaminhar ao STJD da ginástica, instância desportiva competente, para definir eventuais punições a serem aplicadas aos envolvidos no vídeo publicado em uma rede social.

A instituição ressalta que será feito um forte trabalho educacional com as comissões técnicas e atletas de todas as modalidades que compõem a ginástica para que esse tipo de atitude não volte a acontecer. A CBG reafirma ainda que condena qualquer ato dessa natureza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.