CBG exige Daniele em Curitiba

Para continuar na seleção brasileira de Ginástica, Daniele Hypólito será obrigada a treinar em Curitiba, no centro de excelência da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), a partir do dia 6 de janeiro, de acordo com a presidente da entidade, Vicélia Florenzano. Ela afirmou que a ginasta está ciente e disposta a cumprir o compromisso. ?Não vou abrir mão da Daniele. Ela vai ter que ir para Curitiba ou está fora da seleção?, disse Vicélia, que nesta quarta-feira participou de uma assembléia no Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Centro. ?A Dani só não foi campeã Mundial em 2002 porque deixou de treinar de maneira eficiente, relaxou. Isso não pode mais acontecer.? Vicélia frisou sua intenção de não fazer concessões ao Flamengo e permitir a Daniele treinar um período em Curitiba e outro no Rio. Disse já ter conversado com o vice-presidente Geral do Rubro-Negro, Radamés Latari, sobre o assunto. ?A Daniele não é mais uma menina. Tanto que no meio deste ano foi até minha sala e pediu a contratação do professor Ricardo Pereira para aceitar treinar aqui. Contratei e depois, ela mudou de idéia?, revelou Vicélia. ?Quero apenas vigiá-la e ter a certeza de que irá treinar como uma atleta de ponta. Não será um cárcere e ela poderá ir visitar a família nos finais de semana ou sair para compromissos profissionais. Mas, de segunda a sexta, ela fica no Centro de excelência.? Sobre os novos equipamentos prometidos a atleta pelo Governo Federal, a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, intermediária da negociação, garantiu que até o dia 20 de janeiro de 2003 estarão no Brasil e serão despachados para o Flamengo. Daniele vai ganhar um conjunto completo de aparelhos, que permanecerão no Rubro-Negro, enquanto ela for uma atleta (mesmo treinando em Curitiba). Depois, eles voltarão à entidade. Apesar da incerteza quanto ao seu futuro, Daniele ganhou uma nova mesa de saltos, da empresa Redecard, com quem renovou um contrato de patrocínio, nesta quarta-feira. O equipamento utilizado nas competições internacionais substituiu o antigo ?cavalo? (há dois anos em desuso), no qual a atleta ainda se exercitava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.