Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Cesar Castro avança à final do trampolim nos saltos ornamentais

Principal nome do País, Castro sonha ganhar mais um ouro

Estadão Conteúdo

10 de julho de 2015 | 13h41

Principal nome do País nos saltos ornamentais, Cesar Castro mostrou, nesta sexta-feira, em Toronto, que tem boas chances de repetir as medalhas conquistadas no Rio-2007 e em Guadalajara-2011. Afinal, ele terminou no terceiro lugar a fase eliminatória do trampolim nos Jogos Pan-Americanos, avançando à final entre os 12 primeiros. Ian Matos ficou pelo caminho, no 13.º lugar.

Bronze em 2011 e prata em 2007, Cesar Castro ficou o tempo todo em segundo na eliminatória desta sexta-feira. Mas o canadense François Imbeau-Dulac foi melhor que ele no sexto e último salto e roubou a segunda colocação do brasileiro. O dono da casa terminou com 406.95 pontos, contra 404.85 de Cesar Castro.

O melhor da fase de classificação, com muitas sobras, foi o mexicano Rommel Pacheco, que somou 466.35 pontos. O México é soberano na modalidade e, em Guadalajara, ganhou todas as medalhas de ouro e três das quatro de prata possíveis. Apenas sexto colocado nas eliminatórias, o mexicano Jahir Ocampo é também forte candidato ao ouro. Afinal, ganhou as três etapas de Grand Prix da quais participou, chegando a 527.35 pontos em uma das suas apresentações. Nesta sexta, somou 383.35.

Já o segundo brasileiro da eliminatória foi muito mal. Ian Matos, que vai competir com Cesar Castro na prova sincronizada, teve um início de prova ruim e terminou em 13.º lugar, com 327.05 pontos, fora da final. Como comparação, ele havia somado 391.95 pontos na etapa de San Juan (Porto Rico) do Grand Prix. A final do trampolim masculino será no sábado, às 19h de Brasília. Cesar Castro e Ian Matos competem juntos na prova sincronizada do trampolim, na segunda, ainda que esta não seja a parceria que treina para os Jogos Olímpicos. O Brasil, que tem convite como dono da casa, deverá levar ao Rio Ian Matos/Luiz Felipe Outerelo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.