César Castro ganha medalha de ouro no trampolim

O pódio foi completado pelo venezuelano Luis Villarroel e pelo colombiano Juan Uran

Agência Estado

12 de março de 2008 | 20h08

O saltador César Castro ficou com a medalha de ouro, nesta quarta-feira, no trampolim de 3 m - prova em que já tem vaga garantida para a Olimpíada de Pequim -, no Sul-Americano que está sendo disputado no Pinheiros, em São Paulo. O pódio foi completado pelo venezuelano Luis Villarroel e pelo colombiano Juan Uran. Ambos também classificados para China. O brasileiro ainda competiu no trampolim sincronizado de 3 m, ao lado de Ubirajara Barbosa. A dupla ficou com o bronze. A prova foi vencida pelos venezuelanos Luis Villaroel e Ramon Fuimado. "Já estive em sete Campeonatos Sul-Americanos, mas eles sempre caem em épocas de treinamento pesado ou logo após uma competição difícil. Meu primeiro título foi em 2002, em Belém. No último, em 2006, tinha acabado de chegar de um treinamento na Austrália. Estava muito cansado e fiquei em quarto lugar. Essa medalha tem um gosto especial", disse César. O primeiro dia de provas ainda teve a participação de Juliana Veloso, prata no trampolim de 1 m. A Venezuela saiu na frente na classificação geral, com 72 pontos, seguida pelo Brasil, com 70. NADO SINCRONIZADOA dupla Nayara Figueira e Lara Teixeira saiu na frente na abertura do Sul-Americano da modalidade, no Corinthians. Nesta quarta, elas se apresentaram na rotina técnica (programa curto) com a coreografia ‘aero show’. E deixaram para trás as venezuelanas Anna e Mary Soto. Nesta quinta, as brasileiras voltam à piscina com a coreografia ‘frevo’, na rotina livre (programa longo). Elas ainda não têm vaga para Pequim. No mês que vem, disputarão o Pré-Olímpico da China, que distribuirá 24 vagas para os duetos. "Vencemos o nervosismo e a adrenalina pelas mudanças de última hora. Estamos numa expectativa muito boa para o Pré-Olímpico de Pequim. Nós vamos pra carimbar o passaporte para as Olimpíadas", comentou Nayara. POLÓ AQUÁTICOA seleção brasileira feminina de pólo aquático estreou com vitória no Sul-Americano absoluto. Sem fazer pressão, o Brasil derrotou a Argentina por 13 a 4. Na outra partida do dia, a Venezuela passou facilmente pelo Chile por 23 a 1. "Começamos bem. Os gols demoraram um pouquinho a sair, mas quando vieram foi em bom número. Tivemos uma boa marcação e só relaxamos no fim", afirmou a capitã Camila Pedrosa, autora de três gols. Nesta quinta, o Brasil enfrentará o Chile. O torneio masculino terá início também nesta quinta. Às 12 horas, a seleção brasileira jogará contra a Venezuela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.