César Cielo bate recorde e vence 100m livre no Mundial

César Cielo fez história nesta quinta-feira, no Foro Itálico, em Roma. O nadador brasileiro estabeleceu a melhor marca de todos os tempos nos 100 metros livre, 46s91, e conquistou a medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos.

AE, Agencia Estado

30 de julho de 2009 | 14h04

Campeão olímpico dos 50 metros, Cielo chegou a Roma como candidato a medalha também nos 100 livre, prova em que conquistou o bronze em Pequim. Maior adversário do brasileiro, o francês Alain Bernard, terminou com 47s12 e ficou com a prata. O bronze foi para outro francês, Frederick Bousquet, com 47s25.

A conquista coloca Cielo na história da natação. Ele tornou-se o primeiro brasileiro a ser campeão olímpico e mundial. A medalha de ouro foi a segunda de um nadador do País na competição - antes, apenas Ricardo Prado conquistara o feito, nos 400m medley, em 1982.

Cielo é também o primeiro homem a quebrar a barreira dos 47s nos 100m livre com uma marca válida - Alain Bernard já teve um recorde 46s94 invalidado por maiô irregular. O antigo recorde da prova era de 47s05, do australiano Eamon Sullivan, que não disputa o evento em Roma.

Após a prova, o brasileiro disse que poderia ter feito ainda melhor. Ele costuma escrever as marcas que pretende alcançar, e disse que esperava mais. "Era 46s89, mas valeu, foi sensacional. Em dois anos na minha carreira eu dei um salto de um nadador que tentava alguma coisa para entrar para a história", disse, em entrevista ao SporTV.

O outro representante do País na final, Nicolas Oliveira, completou em 48s01, tempo inferior ao que havia registrado na semifinal, e terminou em oitavo, fechando a raia.

Cielo ainda voltará à piscina do Foro Itálico para disputar os 50 metros livre. A prova, em que é campeão olímpico e favorito ao ouro, começa a ser disputada na sexta-feira, com eliminatórias e semifinais. A final está marcada para sábado.

Com o outro de Cielo, o Brasil consegue em Roma seu melhor desempenho na história dos Mundiais. Além do campeão, Felipe França ficou com a prata nos 50m peito e Poliana Okimoto foi bronze na maratona aquática.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoMundialCésar Cielo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.