Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Cesar Cielo exalta sucesso em Mundiais e afirma: 'Já podia parar'

Com o ouro conquistado nesta segunda em Barcelona, brasileiro chega ao 5.º título

AE, Agência Estado

29 de julho de 2013 | 14h33

BARCELONA - Depois de faturar nesta segunda-feira o bicampeonato da prova dos 50 metros borboleta, em Barcelona, Cesar Cielo festejou o sucesso que vem obtendo em mais um Mundial, pois este foi o seu décimo pódio na história da competição, se forem levados em conta os resultados obtidos nos Mundiais de piscina curta.

Após a prova desta segunda, na qual obteve o ouro ao cravar o tempo de 23s01, Cielo destacou a sua boa regularidade. "Eu só tenho a agradecer mesmo. É meu sexto ano subindo em pódio de Mundial, é minha décima medalha de Mundial e ela foi de ouro. É a quinta vez que sou campeão mundial de (piscina) longa. Quando eu era menino não achava que fosse chegar até aqui", reconheceu o brasileiro, em entrevista ao SporTV.

O campeão olímpico dos 50 metros nos Jogos de Pequim, e ouro nos 50 e 100 metros no Mundial de 2009, em Roma, ainda revelou que já estaria satisfeito com o que conquistou em sua carreira se parasse de nadar hoje. "Sinceramente, se o mundo acabasse hoje, eu estarei feliz. Se eu não nadasse mais, estaria feliz e iria pensar em outra coisa para fazer", completou Cielo, admitindo ainda que, antes da prova desta segunda-feira, imaginou como comemoraria seu feito ou como iria conviver com um eventual fracasso.

"A gente imagina, coloca as coisas na cabeça. Antes da prova, brinquei, pensando em como celebrar, se ganhasse. Mas pensei, e se ficasse em quinto, sexto? Para o pessoal que está em casa, a gente fica nervoso, ansioso, imagina o pior, o melhor. Sou um ser humano normal", lembrou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.