Jorge Silva/Reuters
Jorge Silva/Reuters

Cesar Cielo faz 10º tempo e avança à semi dos 100 m livre em Londres

Nadador brasileiro estreou com classificação tranquila nesta terça-feira, ficando em 5.° lugar na sua bateria

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 07h02

LONDRES - O brasileiro Cesar Cielo estreou na piscina do Parque Aquático de Londres, nesta terça-feira, com uma classificação tranquila para as semifinais dos 100 metros livre, prova na qual defende o terceiro lugar obtido nos Jogos de Pequim. Ele fez o décimo melhor tempo da manhã, com 48s67, mais lento 0s39 do que a sua melhor marca do ano.

O recordista mundial dos 50m e dos 100m livre deveria ter estreado em Londres no revezamento 4x100m livre, mas os técnicos da delegação brasileira optaram por poupá-lo da semifinal, domingo, guardando-o para a final, mas a equipe sentiu sua falta e não conseguiu passar para a decisão.

Na manhã desta terça-feira, Cesar Cielo foi apenas o quinto colocado de sua bateria, a terceira de oito. Ele fez a virada em terceiro, mas vacilou na chegada, deslizando antes do momento correto. Com isso, caiu duas posições e acabou em quinto, atrás de Nathan Adrian (EUA), Gideon Louw (África do Sul), Brett Fraser (Ilhas Cayman) e Nikita Lobintsev (Rússia).

Na série seguinte, muito equilíbrio e vitória para o belga Pieter Timmers, único a fazer um tempo melhor que o de Cielo. Yannick Agnel, grande nome da natação masculina em Londres  até aqui, terminou apenas em terceiro. Já o brasileiro Nicolas Oliveira decepcionou e terminou em último, com 49s51.

Já na última bateria, uma vitória surpreendente do holandês Sebastiaan Verschuren, com 48s37. Ele foi seguido pelo grande favorito ao ouro em Londres, o australiano James Magnussen, que marcou 48s38.

Desta forma, todos os 16 classificados para a semifinal, que começa às 15h30 (de Brasília), marcaram seus tempos na casa dos 48 segundos, com o melhor sendo Adrian, com 48s19. Cesar Cielo terminou em décimo, enquanto os franceses Agnel e Gilot avançaram com o 12.º e o 14.º tempos, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.