Satiro Sodre/SSPress
Satiro Sodre/SSPress

Cesar Cielo fecha temporada com três índices para o Mundial

Nadador brasileiro conquista as marcas nos dois últimos torneios da temporada: o Troféu Daltely Guimarães e o Open de Natação

O Estado de S. Paulo

20 de dezembro de 2014 | 17h42

Cesar Cielo confirmou a boa fase e fechou a temporada 2014 com três índices para o Mundial de Kazan, na Rússia, que será realizado em agosto de 2015. O nadador brasileiro disputou duas competições nos últimos quatro dias: o Troféu Daltely Guimarães e o Open de Natação, competições realizadas simultaneamente, no Rio.

O campeão olímpico alcançou o índice, com medalha de ouro, nos 50m borboleta. O tempo, de 22s91, foi recorde do campeonato e segundo melhor tempo do mundo. Os outros dois índices foram obtidos nos revezamentos: nos 100m livre (48s58) e nos 50m livre (21s60). Cielo, agora, quer férias e descansar para os desafios de 2015.

"Eu vim para esta competição como uma continuação da temporada, depois do Mundial de Doha, no Catar. Eu tinha pedido para abrir os revezamentos para tentar fazer os índices e adiantar as minhas férias porque, mentalmente, está difícil tirar a mesma intensidade com a qual nadei no Mundial", disse.


Cielo ainda integrou o 4x100m medley do  Minas Tênis Clube, que ficou com a medalha de prata neste sábado. Com Henrique Martins, Felipe Lima, Marcos Macedo e Cesar Cielo, a equipe fez 3min39s77, dividindo o pódio com o Pinheiros (3min37s10) e a Unisanta (3min43s93). Cielo não nadou os 50m livre - abriu mão da prova porque já tinha o índice para o Mundial e por causa do cansaço de fim de temporada.

Para ele, o Mundial de Kazã será um teste pré-olímpico. "Será o único teste. Os melhores times do mundo vão estar lá, um ano antes da Olimpíada, e então vamos poder ter uma ideia do que será possível fazer no Rio, em 2016. Vai ser um Mundial bem pesado e temos de encarar como se fosse uma Olimpíada", disse o nadador. "Em Kazan, o Brasil tem de tentar melhorar as campanhas de Xangai e Barcelona, tem de buscar uma evolução significativa."

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoCesar Cielo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.