AFP/CHRISTOPHE SIMON
AFP/CHRISTOPHE SIMON

Cesar Cielo vai à água logo no primeiro dia do Mundial

Brasileiro disputa os 50 m borboleta e deve estar no revezamento

O Estado de S. Paulo

01 de agosto de 2015 | 07h00

O Brasil tem a chance de garantir neste domingo, a partir das 3h30 da madrugada, quando começam as disputas de natação no Mundial de Esportes Aquáticos, sua vaga nos revezamentos 4 x 100 m livre nos Jogos Olímpicos do Rio. A competição está sendo realizada em Kazan, na Rússia, em uma piscina construída dentro do estádio de futebol. Em ação estarão grandes nomes da modalidade, como Cesar Cielo, Ryan Lochte, Florent Manaudou, Katinka Hosszú e Missy Franklin.

Os 12 primeiros colocados nos revezamentos garantem classificação para 2016. O Brasil luta contra outras 21 equipes no feminino e 31 no masculino. “O momento é de foco total. É sempre bom participar de um Mundial, espero representar bem meu país e obter bons resultados”, comentou Daynara de Paula, que vai participar do revezamento no primeiro dia (a escalação provável deve ter também Larissa Martins, Gracielle Hermann e Etiene Medeiros), e dos 100 m borboleta, prova em que terá a companhia de Daiene Dias.

As duas serão as primeiras brasileiras a entrar em ação em Kazan, num dia que terá ainda Leonardo de Deus e Manuella Lyrio nos 400 m livre, Joanna Maranhão nos 200 m medley, Nicholas Santos e Cesar Cielo nos 50 m borboleta e Felipe França e Felipe Lima nos 100 m peito.

No revezamento masculino, o quarteto será formado por João de Lucca, Bruno Fratus, Matheus Santana e Marcelo Chierighini. Se o time avançar à final, é bem provável que Cielo seja um reforço para a disputa da medalha. Os principais rivais na luta por um lugar no pódio são França, Rússia, Estados Unidos e Austrália.

Cielo optou por não disputar os Jogos Pan-Americanos em Toronto para se concentrar apenas no Mundial Os outros companheiros de revezamento foram ao Canadá e ficaram com a medalha de ouro na prova. Agora, sabem que a concorrência será mais pesada, mas têm um estímulo para melhorar os tempos: o local da competição.

A piscina foi construída dentro de um estádio de futebol. A intenção é fazer com que o barulho das arquibancadas empurre os atletas. “A cada ano a natação está mais visada, e na Europa eles colocam o foco central nessa competição. Entrar nesse parque aquático será brilhante e terá essa sensação mesmo de grandeza, do lugar onde grandes provas e grandes momentos vão acontecer”, afirmou Etiene 

Medeiros, que disputará os 50 m e 100 m costas, os 50 m livres e revezamentos. Em um trabalho de cinco meses, o gramado do estádio deu lugar a duas piscinas olímpicas (uma para aquecimento) e ganhou cobertura provisória. 

AGENDA

Provas de domingo - a partir das 3h30

100 m borboleta feminino - Daiene Dias e Daynara de Paula

400 m livre masculino - Leonardo de Deus

200 m medley - Joanna Maranhão

50 m borboleta - Nicholas Santos e Cesar Cielo

400 m livre feminino - Manuella Lyrio

100 m peito - Felipe França e Felipe Lima

Revezamento 4 x 100 m livre feminino

Revezamento 4 x 100 m livre masculino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.