Satiro Sodré/DIvulgação
Satiro Sodré/DIvulgação

Cesar Cielo vai à semifinal dos 50 metros com melhor tempo

Mesmo desconcentrado, nadador brasileiro cravou 21s06 e se classificou no Mundial em Piscina Curta

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2010 | 08h53

Cesar Cielo deu sinais de que poderá conquistar uma medalha nos 50 metros livre no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta (25 metros), realizado em Dubai. Nesta quinta-feira, o nadador brasileiro garantiu presença nas semifinais da prova ao registrar o melhor tempo das eliminatórias - 21s06.

Veja também:

linkLochte bate recorde dos 400m medley no Mundial

O campeão olímpico ficou à frente do norte-americano Nathan Adrian (21s11) e do francês Frederick Bousquet (21s12). O brasileiro Nicholas Santos garantiu presença nas semifinais, que será disputada ainda nesta quinta-feira, ao registrar o 16º melhor tempo (21s71).

Cielo ressaltou que ainda pode melhorar o seu tempo e tentará bater o recorde Sul-Americano, que é de Nicholas Santos, registrado em novembro de 2009. "Foi uma noite difícil, ainda com a adrenalina da medalha de ontem [bronze no revezamento 4 x 100 metros] e hoje não estava totalmente na prova, mas na semifinal já vou entrar de uma forma mais agressiva, bem concentrado, pra tentar baixar o recorde sul-americano, 20s74", disse.

Já o revezamento 4 x 200 metros livre do Brasil garantiu presença na final. O quarteto formado por Rodrigo Castro, Nicolas Oliveira, Lucas Kanieski e Fernando Santos registrou o oitavo melhor tempo. Os Estados Unidos se classificaram com a melhor marca das eliminatórias - 6min56s53 - e são os favoritos da prova.

Os outros brasileiros que competiram nesta quinta-feira decepcionaram. Tatiana Lemos e Flávia Delaroli Cazziolato nos 100 metros livre, Henrique Rodrigues e Diogo Yabe nos 400 metros medley, Daniele de Jesus nos 50 metros borboleta e Juliana Kury e Fabíola Molina nos 100 metros medley foram eliminados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.