Checo vence regata no Mundial de Vela

Com a vitória do checo Michael Maier começou neste domingo o Mundial de Vela da Classe Finn, nas raias do Iate Clube do Rio. O holandês Jaap Zeelhuis foi o segundo e, o terceiro, o polonês Mateusz Kuszniererewicz. Por causa dos fracos ventos, a organização da competição cancelou a segunda regata prevista e, com esta decisão, o atual campeão olímpico na classe Laser, o inglês Ben Ainslie, que tenta o tricampeonato, terminou na quinta posição. "É bom começar o Mundial na frente", comemorou Maier. "Na largada não tinha certeza para que lado iria. Olhei para meus adversários e optei por seguir pelo lado esquerdo."O melhor brasileiro neste domingo foi Bruno Prada em sétimo. Jorge Zarif conseguiu a décima posição, enquanto João Signorini, o Joca, 20º colocado no ranking Mundial de Finn, encerrou o primeiro dia em 21º. "Tomei uma decisão errada no contorno da primeira perna, escolhendo a que tinha menos vento", explicou Prada. "Comecei a me recuperar a partir da segunda perna, quando ultrapassei 28 barcos, algo incomum de acontecer. Não me imaginava terminar em uma posição como essa."A organização do evento, que é considerado teste para a realização dos Jogos Pan-Americanos de 2007, enfrentou seu primeiro problema, com os protestos do italiano Luca Devoti e do francês Guillaume Florent, que pediram o cancelamento da regata. Ambos argumentaram que a disputa foi realizada a menos de uma milha de distância da costa, o que é proibido pelo regulamento.Após duas horas de expectativa, os organizadores consideraram improcedentes as reclamações dos finistas e optaram por manter o resultado. A competição, programada para terminar na quinta-feira, continua neste segunda-feira, a partir das 13 horas, com a previsão de serem realizadas duas regatas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.