Chefão da Ferrari dá ultimato a Felipe Massa

Stefano Domenicalli diz a jornal italiano que piloto tem obrigação de obter resultados em 2011, se não quiser perder o lugar

, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2010 | 00h00

Stefano Domenicali, chefe de equipe da Ferrari, colocou Felipe Massa sob pressão: disse em entrevista ao jornal italiano Corriere dela Sera que ou o brasileiro mostra serviço em 2011 ou dificilmente vai manter seu emprego na equipe.

"Se um piloto não traz resultados, é inevitável que pague com as consequências", disse o diretor ferrarista. "Por isso, o próximo ano é fundamental para Massa como piloto e como homem da Ferrari.""

Massa não conseguiu bom rendimento com a Ferrari nesta temporada. Encerrou o ano apenas na 6.ª posição, com 144 pontos - o campeão Sebastian Vettel, da Red Bull, somou 256.

O brasileiro também não obteve nenhuma vitória em 2010 e também não fez uma pole position sequer. Por duas vezes ficou em segundo lugar - sua melhor posição durante o campeonato: no GP do Bahrein, o primeiro do ano, e no da Alemanha, quando foi obrigado a dar a vitória a Fernando Alonso. O espanhol chegou à última etapa, em Abu Dabi, com chances de ser campeão.

Ainda assim, o rendimento da equipe foi insatisfatório. A Ferrari ficou apenas em terceiro entre os Construtores. Para Domenicali, Massa terá em 2011 o "ano da verdade". "Não deveríamos ter perdido, mas agora precisamos reagir planejando o próximo ano com objetivos ambiciosos. Queremos ter um carro veloz e competitivo desde o início da temporada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.