Chefe dos Jogos da Comunidade Britânica é demitido

O Ministério de Esportes da Índia anunciou nesta segunda-feira a demissão de dois dirigentes por suspeitas de corrupção e irregularidades na organização dos Jogos da Comunidade Britânica, realizados em outubro do ano passado, na Índia.

AE-AP, Agência Estado

24 de janeiro de 2011 | 10h42

O novo ministro da pasta, Ajay Maken, que assumiu o cargo na última quarta-feira, disse que o chefe do comitê organizador dos Jogos, Sureh Kalmadi, e o secretário-geral, Lalit Bhanot, foram sumariamente dispensados.

"(...) A mudança acompanha o andamento das investigações sobre as denúncias de corrupção e irregularidades na organização e conduta dos Jogos da Comunidade Britânica de 2010 e atende aos interesses da imparcialidade", disse Maken, por meio de um comunicado.

O governo indiano investiu US$ 6 milhões nos preparativos para os Jogos, que, no entanto, foram muitos criticados pela imprensa e pelas delegações estrangeiras pela estrutura precária tanto nas acomodações como nas instalações esportivas.

Representantes da delegação escocesa, por exemplo, classificaram o local em que ficaram hospedados como "inseguro e impróprio para habitação humana". As maiores reclamações foram sobre entulhos espalhados pelas ruas, instalações elétricas e sistema de encanamento mal conservados e obras inacabadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos da Comunidade BritânicaÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.