Chegada de tirar o fôlego no feminino

A final do revezamento 4 x 100 livre feminina foi uma das provas mais empolgantes do primeiro dia da natação em Londres. E levou o público presente no Aquatics Centre à loucura com chegada acirradíssima entre a fortíssima equipe australiana, a grande vencedora, e uma surpreendente Holanda que cresceu durante as passagens e ficou apenas 64 centésimos de segundo atrás (3min33s79).

LONDRES, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2012 | 03h04

O público ficou de pé para ver quem bateria em primeiro e aplaudiu a bela disputa.

Sempre entre as três equipes que garantiriam a medalha em todas as passagens, as australianas, além da medalha de ouro, ainda comemoraram a quebra do recorde olímpico.

Elas superaram a marca anterior em 51 centésimos de segundo ao cravar 3min33s15.

Completaram o pódio as americanas, que lideraram a prova nas duas primeiras passagens, passando a impressão de vitória, mas perderam o fôlego no fim e bateram com 3min34s24.

Num dia de brilho da China nas piscinas londrinas, a equipe asiática ficou no quase no revezamento, terminando em quarto (3min36s75), seguida da Grã-Bretanha que em certo momento aparecia no terceiro lugar e, portanto, com o sonho do bronze bem vivo (3min37s02).

As suecas foram desclassificadas durante a final, que ainda teve a Dinamarca em sexto e as japonesas em sétimo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.