Chegou a vez dos Bananas Congeladas

O time de um país tropical, como o Brasil, competindo no bobsled, leva à associação imediata com o filme ?Jamaica Abaixo de Zero? e à história de um grupo que detesta o frio e tem de disputar os Jogos de Inverno de Calgary. Os ?Bananas Congeladas? (frozen bananas), como a equipe brasileira de bobsled é chamada nos Estados Unidos, estréia nesta sexta-feira na Olimpíada de Salt Lake City, às 19h30 (horário de Brasília).O piloto Eric Maleson comanda o trenó do time brasileiro, formado por Cristiano Paes, Matheus Inocêncio, Edson Bindilatti e o reserva Rodrigo Palladino. Eric, fundador e presidente da Associação Brasileira de Bobsled, Skeleton e Luge, aprendeu o esporte em Boston, em 94, e recrutou a equipe pelo site da Confederação Brasileira de Atletismo. Cristiano e Edson Bindilatti fazem decatlo. Matheus e Rodrigo, 110 metros com barreiras.Eric e os ?Bananas Congeladas? esperam ficar entre os 25 primeiros - há 34 países inscritos na prova. "Nossa campanha, pelo reconhecimento da mídia e público, é um marco na história dos Jogos de Inverno", afirmou o piloto.Antes mesmo de competir, a equipe brasileira já faz sucesso em Salt Lake City - deu entrevistas a redes de tevê do mundo todo. A CNN levou ao ar uma entrevista, ao vivo, para contar o que considerou uma história curiosa.Os atletas estão eufóricos. "Quando comecei no esporte, queria um dinheirinho e bolsa na faculdade. Não esperava estar aqui nem receber esse carinho", disse Cristiano, que estuda educação física.O bobsled é praticado em um trenó, ocupado por quatro atletas. A descida no tobogã de gelo de 1.500 m pode chegar a 140 km/h. A prova será disputada sexta e sábado. Vence o time mais rápido na soma de quatro baterias.Slalom - Mirella Arnhold, de 18 anos, compete no slalom gigante também nesta sexta-feira, a partir das 14 horas (horário de Brasília). "Quando cheguei, não estava gostando muito dos treinos. Mas fui pegando o jeito desta neve e meu desempenho melhorou. Farei o melhor que puder." Nikolai Hentsch, que competiu nesta quinta-feira no slalom, terminou em 58º lugar.A equipe alemã - Manuela Henkel, Viola Bauer, Claudia Kuenzel e Evi Sachenbacher - foi ouro no revezamento 4 x 5 km de cross country, com o tempo de 49m30s06. A Noruega foi prata e a Suíça, bronze.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.