PAUL CHILDS/Action Images via Reuters
PAUL CHILDS/Action Images via Reuters

Tuchel manda recado no Chelsea após polêmica com Lukaku: 'Ruídos desnecessários'

Atacante belga disse em entrevista que estava insatisfeito no clube inglês após perder espaço entre os titulares

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2021 | 17h23

Romelu Lukaku não está feliz com a camisa do Chelsea. Em entrevista concedida para o canal de TV inglês Sky Sports na última quinta-feira, o centroavante belga deu fortes declarações em relação ao seu sentimento no clube inglês e demonstrou arrependimento em ter deixado a Internazionale. As falas ganharam repercussão mundial e o técnico alemão Thomas Tuchel se pronunciou nesta sexta e comentou o tema.

Em entrevista coletiva para falar do confronto diante do Liverpool, que vai ocorrer neste domingo, pelo Campeonato Inglês, o treinador do Chelsea mandou um recado direto. Tuchel demonstrou grande insatisfação com o que o belga disse em relação ao seu futuro, mas evitou dar mais polêmica para o caso e revelou que vai discutir isso internamente.

"Sim, não gostamos. Traz ruídos desnecessários. Não ajuda, mas não queremos fazer mais do que realmente é. É muito fácil tirar linhas fora do contexto, fazer manchetes. Não o sinto infeliz, por isso estou surpreso", afirmou o treinador em relação a Lukaku. Tuchel ainda deixou claro que toda a análise sobre as declarações do atacante serão internas.

"Não vamos apenas ler as manchetes. Nós, aqui, vamos reservar um tempo para ver o que está acontecendo. Isso não reflete seu trabalho diário em Cobham (centro de treinamento do clube). Vamos (discutir isso). Mas vamos fazer isso a portas fechadas", garantiu o treinador do Chelsea.

O Chelsea não vive um grande momento no Campeonato Inglês após conquistar apenas uma vitória nos últimos quatro jogos. Por outro lado, Lukaku também não vive uma grande fase tendo marcado apenas sete gols em 18 partidas disputadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Romelu LukakuThomas TuchelChelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.