Chelsea tropeça e capitão se machuca

O dia de ontem não foi exatamente feliz para o Chelsea. Em casa, o time de Londres teve tudo para vencer o Liverpool, mas empatou por 1 a 1. E, pior do que isso, o capitão Terry sofreu uma lesão de joelho que pode ser grave.

O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2012 | 02h06

Enfrentando um time que tem um passado glorioso, mas um presente cheio de dificuldades, o Chelsea foi o dono do primeiro tempo. A equipe da casa dominava completamente o Liverpool e criava boas chances para abrir o placar. O gol saiu aos 20 minutos, em uma cabeçada de Terry.

Cerca de 15 minutos depois, Terry disputou a bola com o atacante Luiz Suárez e levou a pior. Ele caiu no gramado gritando de dor e teve de ser substituído imediatamente. Segundo Roberto di Matteo, técnico do Chelsea, o clube saberá hoje se a lesão no joelho direito é grave (há suspeita de rompimento de ligamento). Se for, o zagueiro poderá ficar fora do Mundial de Clubes.

Ainda antes do intervalo, Mata teve uma chance claríssima para fazer o segundo gol da equipe da casa, mas a desperdiçou. Um pecado mortal, como se viu na etapa final, quando o Chelsea aos poucos foi diminuindo seu ritmo e o Liverpool, aumentando o seu. Aos 28, Suso cobrou escanteio, Carragher desviou e Suárez, de cabeça, empatou o jogo.

O Chelsea caiu para a terceira colocação do Campeonato Inglês, com 24 pontos, um a menos do que o Manchester City, que assumiu a vice-liderança ao vencer o Tottenham por 2 a 1, de virada, em Manchester. Caulker abriu o placar e Agüero e Dzeko fizeram os gols do City. O líder é o Manchester United, com 27.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.