China está 100% com terceiro ouro nos saltos ornamentais

País ganhou sete medalhas de oito disputadas nas competições da modalidade com vitória tranquila nas duplas

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 12h34

Vencedora de sete medalhas de ouro de oito possíveis nos saltos ornamentais dos Jogos de Pequim/2008, a China segue acreditando que pode ter um desempenho perfeito em Londres. Até aqui, tudo dentro do esperado. Nesta terça-feira veio o terceiro ouro para os chineses, na plataforma sincronizada feminina.

Assim como já havia sido nos dois dias anteriores, na plataforma masculina e no trampolim feminino, sempre nos saltos sincronizados, a vitória foi tranquila e conquistada por jovens. Nesta terça-feira quem vai voltar para a Vila Olímpica com medalha de ouro no peito são Ruolin Chen e Hao Wang, ambas de 19 anos.

A vitória mantém a soberania da China na prova, que entrou no programa olímpico nos Jogos de Sydney/2000. As asiáticas venceram todas as disputas, sempre com atletas diferentes de uma edição para a outra. Chen agora é a primeira bicampeã olímpica da plataforma sincronizada.

Chen e Wang somaram 368.40 pontos após cinco saltos nesta terça-feira para faturarem a medalha de ouro. Elas superaram de longe as mexicanas Paola Espinosa Sanchez e Alejandra Orozco Loza (de apenas 15 anos), medalhistas de prata com 343.32, repetindo o desempenho da prova masculina, realizada um dia antes.

O bronze ficou com a dupla do Canadá, Meaghan Benfeito e Roseline Filion, com Austrália em terceiro e Grã-Bretanha em quarto. Só oito duplas participam dos saltos sincronizados em Londres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.