Daniel Ramalho/Divulgação
Daniel Ramalho/Divulgação

China lidera e Brasil cai para 12º no quadro de medalhas

Atletas brasileiros não voltaram a subir ao pódio depois de sábado e fazem o País estacionar em conquistas olímpicas

O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2012 | 19h41

LONDRES - O Brasil chegou a liderar o quadro de medalhas junto da China no último sábado, mas foi apenas por alguns momentos. Desde então, os brasileiros não subiram mais ao pódio. Assim, aparecem apenas em 12º lugar na classificação da Olimpíada de Londres, já bem longe dos chineses, agora sozinhos na primeira colocação.

Desde que ganhou uma de ouro, uma de prata e uma de bronze no sábado, quando terminou o dia em quarto lugar no quadro de medalhas, o Brasil vem caindo. No domingo, estava na oitava posição. E desceu ainda mais nesta segunda-feira. Agora, a esperança brasileira é de que novos pódios venham já nesta terça.

Enquanto o Brasil estacionou nas três medalhas, a China vem abrindo vantagem sobre os Estados Unidos na liderança. Nesta segunda-feira, foram três medalhas de ouro para os chineses: em saltos ornamentais, levantamento de peso e ginástica artística. Os norte-americanos, por sua vez, terminaram o dia com mais dois títulos, ambos na natação.

Agora, China e Estados Unidos estão com as mesmas 17 medalhas conquistadas. Mas os chineses foram mais eficientes e somaram nove de ouro, contra cinco dos vice-líderes norte-americanos.

O destaque desta segunda-feira no quadro de medalhas foi o Japão, que ganhou seu primeiro ouro com a judoca Riki Nakaya, na categoria até 57kg. O país é sempre favorito ao título no judô, mas, até então, só havia conseguido uma prata no masculino.

A surpresa do dia ficou por conta da nadadora lituana Ruta Meilutyte, de apenas 15 anos. Estreante em Olimpíada, ela garantiu o ouro para a Lituânia, que, assim, entrou na lista dos medalhistas já na 15ª posição.

Também foi dia de estreia para a Alemanha, que ficou com a prata na esgrima, e para o México, com um segundo lugar nos saltos ornamentais. Índia e Indonésia ganharam bronze, respectivamente no tiro e no levantamento de peso, e agora figuram junto a outros nove países na 27ª posição do quadro de medalhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.