China pretende retirar mendigos antes da Olimpíada de 2008

As autoridades de Pequim, cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2008, decidiram eliminar os pedintes, ambulantes e as propagandas irregulares até o final deste ano, como forma de melhorar o ambiente da região.A mendicância cresceu nos últimos anos em muitas cidades chinesas, refletindo a precariedade do sistema de seguridade social e o fato de que muitos dos 800 milhões de habitantes rurais da China não se beneficiam do atual surto de prosperidade econômica.O Escritório Central de Construção Ambiental trabalhará com a polícia e as províncias vizinhas à capital chinesa para garantir que pedintes, especialmente idosos, adolescentes e deficientes, sejam levados de volta às suas cidades natais.No último mês de janeiro, o governo chinês admitiu que a mendicância não poderia ser erradicada, mas que as autoridades iriam reprimir pedintes agressivos e se empenhariam em ajudar os que fossem autenticamente miseráveis.O escritório está gastando 12 bilhões de yuans (cerca de R$ 3,2 bilhões) neste ano para fazer uma "cirurgia plástica" na cidade à espera dos Jogos, que começam em agosto do ano que vem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.