China promete continuar 'desenvolvimento pacífico' após Jogos

Segundo porta-voz, êxito das Olimpíadas é devido à 'liderança do governo chinês e ao apoio do povo' do país

Efe,

27 de agosto de 2008 | 03h31

A China continuará "seguindo o caminho do desenvolvimento pacífico" após o encerramento dos Jogos Olímpicos de Pequim, assinalou o porta-voz de turno do Ministério de Assuntos Exteriores chinês, Qin Gang. Qin, citado pela agência oficial Xinhua, assinalou que a China continua sendo um país em desenvolvimento, por isso seu crescimento econômico ainda é "uma tarefa árdua e a longo prazo". O porta-voz atribuiu o êxito dos Jogos Olímpicos, muito elogiados pela imprensa internacional, à "liderança do governo chinês, ao apoio do povo da China, aos esforços da comunidade internacional e aos da Família Olímpica". Além disso, afirmou que o sucesso dos Jogos se deve também ao grande papel dos atletas de todos os países, e por isso foram batidos 38 recordes mundiais, um número muito maior que o de Jogos anteriores. Qin destacou que os 17 dias de Jogos "aumentaram a amizade e a cooperação entre a China e o mundo, e ajudaram o mundo a entender melhor o gigante asiático". A comunidade internacional louvou a organização de Pequim 2008 e o nível esportivo durante os Jogos, mas ativistas de direitos humanos como a Anistia Internacional e a Repórteres Sem Fronteiras lamentaram que os Jogos não serviram para melhorar a situação das liberdades fundamentais no país asiático.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaJogos OlímpicosOlimpíadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.