Sean Kilpatrick/AP
Sean Kilpatrick/AP

Chinesa de 16 anos bate recorde mundial nos 400 metros medley

Ye Shiwn crava o tempo de 4min28s43, fatura a medalha de ouro no Centro Aquático de Londres e faz 'dobradinha' com compatriota

O Estado de S. Paulo

28 Julho 2012 | 17h28

LONDRES - A chinesa Ye Shiwen, de apenas 16 anos, bateu o primeiro recorde mundial da natação nos Jogos Olímpicos de Londres, neste sábado. A nadadora cravou a melhor marca nos 400 metros medley, com o tempo de 4min28s43, ao faturar a medalha de ouro no Centro Aquático de Londres.

A marca anterior pertencia à australiana Stephanie Rice, que havia registrado 4min29s45 nos Jogos de Pequim. A campeã olímpica de 2008, porém, decepcionou neste sábado ao ficar somente na sexta colocação, com 4min35s49, longe da briga por medalha.

A recordista Ye Shiwen fez uma dobradinha chinesa no pódio, ao lado da compatriota Li Xuanxu, que faturou o bronze. A medalha de prata ficou com a norte-americana Elizabeth Beisel, que havia feito a melhor marca das eliminatórias, no período da manhã.

Inscrita na prova, a brasileira Joanna Maranhão não chegou a disputar as eliminatórias. Ela sofreu uma lesão na sexta-feira e decidiu ficar de fora desta prova. Joanna ainda competirá nos 200 metros medley (na segunda-feira) e nos 200 metros borboleta (na terça).

O recorde de Ye Shiwen foi apenas o terceiro da natação desde que a Federação Internacional de Natação (Fina) proibiu o uso dos supermaiôs no início de 2010. Antes da chinesa, seu compatriota Sun Ya havia faturado a melhor marca do mundo no 1.500 metros e o americano Ryan Lochte conquistara o recorde nos 200 metros medley, ambos no Mundial de Xangai, na China, em 2011.

Tanto Lochte quanto Sun Ya conquistaram medalhas de ouro também neste sábado. O primeiro venceu os 400 metros medley, enquanto o segundo bateu o recorde olímpico nos 400 metros livre.

Sun Yang se tornou o primeiro chinês a faturar um título olímpico na natação, ao marcar o tempo de 3min40s14 na prova de meia-distância. O sul-coreano Park Tae-hwan, campeão olímpico nos 400m livre em Pequim, ficou com a prata (3min42s06), enquanto o americano Peter Vanderkaay foi o terceiro (3min44s69).

Ainda neste sábado, a Austrália conquistou o ouro no revezamento 4x100 metros livre, com 3min33s15, novo recorde olímpico. A Holanda faturou a prata (3min33s79), seguida dos Estados Unidos (3min34s24). A Grã-Bretanha, anfitriã dos Jogos, chegou a brigar pelo bronze, mas terminou em quinto lugar (3min37s02).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.