Chinesas

O governo chinês está oferecendo recompensa às pessoas que delatarem ameaças terroristas durante a Olimpíada. O Estado pretende pagar de 10 mil a 500 mil yuanes (de 1 mil a 50 mil, ou de R$ 2,55 mil a R$ 127,5 mil) para quem ajudar as forças de segurança a desarticular planos de sabotagem aos Jogos.Salvar a vida ou participar da Olimpíada? Esta é a pergunta que atormenta o americano Eric Shanteau, que descobriu ter câncer de testículo, problema semelhante ao do jogador de basquete brasileiro Nenê Hilário, uma semana antes de disputar as seletivas da natação de seu país. "Se eu não fizesse parte do time, a decisão seria fácil. Mas me classifiquei (nos 200 metros peito) e agora tenho uma decisão difícil", disse o atleta. Ele vai tentar competir em Pequim, adiando a cirurgia. Mas Shanteau será avaliado de perto e se retirará dos Jogos se houver indício de que o câncer começa a se alastrar.Um ensaio secreto da cerimônia de abertura da Olimpíada de Pequim foi realizado ontem no Estádio Ninho de Pássaros. O trabalho foi feito sob um forte esquema de segurança para impedir o vazamento de informações sobre o evento.O nadador César Cielo estabeleceu novo recorde sul-americano dos 50 metros livre em competição na Georgia, Estados Unidos. Com a marca de 21s75 superou o tempo de 21s84, que estabeleceu nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007. Henrique Barbosa ganhou a medalha de ouro nos 100 m peito do Campeonato Aberto da Croácia (1m01s37). Gabriel Mangabeira conquistou prata nos 50 m borboleta na mesma competição (23s99). Tatiana Lemos ficou com a prata nos 100m livre (56s00).A seleção brasileira feminina de futebol empatou por 1 a 1 com o Canadá em amistoso preparatório para a Olimpíada, anteontem, em Toronto. Sinclair fez o gol das anfitriãs; Raquel, das brasileiras. O time não contou com Marta, Cristiane e Daniela Alves, que se apresentam no dia 20.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.