Chinin vence na Estônia e bate recorde do heptatlo

Brasileiro supera os 5.916 pontos feitos por Luiz Alberto de Araújo no ano passado

Agência Estado

08 de fevereiro de 2014 | 16h09

TALLINN - Recordista sul-americano no decatlo, Carlos Chinin agora é também o melhor da história da América do Sul no heptatlo, prova correspondente mas disputada em ginásio indoor apenas. Neste sábado, ele venceu o Meeting Indoor de Tallinn, na Estônia, com 5.951 pontos e alcançou o quinto lugar no ranking mundial da temporada.

Se no decatlo as provas de pista são de 100, 200, 400 e 1.500 metros, além dos 110m com barreiras, no heptatlo elas são apenas três: 60m, 1.000m e 60m com barreiras. O salto com vara e o arremesso de peso também são mantidos, mas na prova em ar livre há a disputa do salto triplo e dos lançamentos de disco e martelo, enquanto no indoor compete-se no salto em altura e no salto em distância.

Apesar de tantas diferenças, Chinin agora é o recordista sul-americano (e consequentemente brasileiro) tanto na prova em local aberto quanto na em pista fechada. No heptatlo, superou os 5.916 pontos feitos por Luiz Alberto de Araújo, também em Tallinn, no ano passado.

Os dois eram colegas de clube na BM&F Bovespa até o ano passado, mas Chinin se transferiu para o Pinheiros nesta temporada. Felipe dos Santos, também da equipe pinheirense, acabou em sétimo, com 5.765 pontos, apesar de ter terminado o primeiro dia na liderança. Chinin e seu treinador, o ucraniano Oleg Ruev, viajaram com verbas da CBAt.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoCarlos ChininRio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.