Jacky Naegelen/Reuters
Jacky Naegelen/Reuters

Chris Froome é virtual campeão da Volta da França

Só algum incidente pode impedir o britânico de conquistar o título da 100.ª edição

AE-AP, Agência Estado

20 de julho de 2013 | 14h01

ANNECY-SEMNOZ, FRANÇA - Só um acidente, uma improvável quebra de protocolo ou um algum outro incidente anormal pode impedir Chris Froome de conquistar o título da 100.ª edição da Volta da França. Neste sábado, o britânico manteve a liderança da tradicional prova após o encerramento da 20.ª etapa, montanhosa, realizada entre Annecy a Annecy-Semnoz, com um percurso de 125 quilômetros.

Assim, Froome aguarda apenas a realização da etapa deste domingo para ser oficializado como campeão da Volta da França e garantir o segundo título consecutivo da Grã-Bretanha - no ano passado, a mais tradicional prova do ciclismo mundial foi vencida por Bradley Wiggins.

Neste domingo, será realizada a 21ª e última etapa da Volta da França, entre Versalhes e Paris, com chegada na Champs-Elysées e um percurso de 133,5 quilômetros. Este último estágio, porém, é tradicionalmente um passeio, sem disputa de posições, o que garante a conquista de Froome.

Para assegurar o seu primeiro título da Volta da França, o britânico assumiu a liderança da prova na oitava etapa, ao vencer a subida para a estação de esqui Ax-3 Domaines, nos Pirineus. Desde então, não perdeu mais a primeira colocação e ainda ganhou outras duas etapas - a 15ª e a 17ª.

Na etapa deste sábado, em que os ciclistas chegaram na estação de esqui de Annecy-Semnoz, nos Alpes, Froome terminou em terceiro lugar, o que foi suficiente para lhe manter na liderança, agora com um tempo total de 80 horas, 49 minutos e 33 segundos. A segunda posição da Volta da França, porém, foi alterada.

O colombiano Nairo Quintana venceu a etapa deste sábado com um tempo de 3 horas, 39 minutos e 4 segundos e assumiu a segunda colocação, 5 minutos e 3 segundos atrás de Froome. O espanhol Joaquin Rodriguez, que ficou em segundo lugar neste sábado com uma desvantagem de 18 segundos, subiu para a terceira posição na classificação geral, 44 segundos atrás do colombiano.

O espanhol Alberto Contador, que iniciou o sábado na vice-liderança, terminou a etapa na sétima colocação e caiu para o quarto lugar na classificação geral, 7 minutos e 10 segundos atrás de Froome.

Quintana, Froome e Rodriguez dispararam na última das seis subidas da etapa deste sábado e não foram acompanhados por Contador. Assim, o britânico conseguiu assegurar a sua conquista, enquanto o colombiano alcançou o segundo lugar na classificação geral.

Depois da etapa deste sábado, o eslovaco Peter Sagan permanece na liderança por pontos da Volta da França, a Team Saxo-Tinkoff, de Contador, continua em primeiro lugar pelas equipes, e Quintana segue na ponta entre os jovens, além de ter se tornado o líder entre os montanhistas.

Único representantes do Brasil nesta edição da Volta da França, Murilo Fischer, com uma desvantagem de 20 minutos e 42 segundos, ficou em 119º lugar na etapa deste sábado. Assim, ele é o 133º colocado na classificação geral, 3 horas, 38 minutos e 41 segundos atrás de Froome.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.