Chuva e despedidas garantem emoção em Interlagos

Prova em Interlagos será disputada com pista molhada. E marcará o adeus de Massa da Ferrari e de Mark Webber da categoria

O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2013 | 02h12

SÃO PAULO - Os nomes dos donos dos títulos de pilotos e de construtores da Fórmula 1 já são conhecidos há muito tempo, mas isso não significa que não haja emoções reservadas para o GP do Brasil. Segundo o site meteorológico Climatempo, é provável que caiam chuvas fracas hoje, no horário da prova, o que eleva o grau de imponderabilidade da corrida de Interlagos, uma etapa que raramente apresenta edições entediantes, ao contrário de outros circuitos. A largada será às 14h, com transmissão ao vivo pela Rede Globo.

Será a última corrida de uma era (leia na página seguinte). Interlagos vai marcar também a despedida de Felipe Massa da Ferrari e o final da carreira de Mark Webber, que tem 216 corridas e nove vitórias na F-1. Sebastian Vettel e seu incrível carro têm boas chances de vencer mais uma etapa. Nico Rosberg se apresenta como seu mais sério adversário. O piloto da Mercedes confirma que seu W04 rende bem sob chuva. Ele foi o mais rápido nas duas sessões de tempos livres da última sexta-feira.

As chuvas já arruinaram os planos da Pirelli, que pretendia testar os pneus da temporada do ano que vem. Sem os dados relativos aos compostos, as equipes terão de construir os carros de 2014 no escuro. Para sanar esse problema, a Pirelli pediu às equipes um teste-extra no Bahrein, em dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.