Chuva e frio atrapalham vendas

A procura para os ingressos do clássico de amanhã comparada ao jogo de março, quando Palmeiras e Corinthians ficaram no 1 a 1, está proporcional aos termômetros de Presidente Prudente: em queda. Se há quatro meses a temperatura chegou aos 40º, ontem a média foi de 12º. A chuva e o frio explicam o sumiço dos torcedores até agora das bilheterias.Dos 45.954 ingressos colocados à disposição do público, 27,5 mil foram vendidos até o final da tarde. Decepção. Os organizadores do jogo não acreditam em estádio lotado. "Esse tempo atrapalha um pouco", diz o prefeito da cidade, Milton Carlos de Melo, o Tupã.Desânimo maior, por enquanto, fica para os vendedores ambulantes. Escondido debaixo de uma tenda de lanchonete, seu Ademar apenas olhava as camisas e bandeiras do outro lado da rua tomando chuva. Ontem, não vendeu nada.A expectativa é que entre 35 e 40 mil torcedores compareçam ao ?Prudentão?. O estádio recebeu poucas reformas para o jogo. A principal delas foi a troca de parte do alambrado, que arrebentou quando torcida e Ronaldo subiram nele para comemorar o gol de empate corintiano no clássico anterior. Dois ambulatórios médicos também foram construídos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.