Ciclismo brasileiro ganha nova equipe

Planejamentos de longo prazo e investimentos infelizmente são termos pouco usados no esporte brasileiro. Mas há exceções. Nesta quinta-feira, em São Paulo, foi feito o lançamento da equipe Caloi Extra Suzano de ciclismo, um projeto ambicioso que visa criar futuros campeões, ou pelo menos bons competidores, para a Olimpíada de Pequim, em 2008. Os atletas escolhidos estão entre os melhores do País, como José Aparecido dos Santos, Renato Roshler e André Luiz Grizanti, e terão como técnico o ex-ciclista profissional Mauro Ribeiro.A nova equipe surgiu por meio da parceria com a Caloi, que há 70 anos investe no esporte, e o supermercado Extra, da rede Pão de Açúcar. São R$ 3 milhões em um contrato inicial de três anos.De acordo com Mauro Ribeiro, os ciclistas serão submetidos a programas individualizados, utilizando tecnologia de ponta para extrair o máximo do potencial atlético de cada um. O treinador acredita que o projeto será fundamental também para a descoberta de novos talentos e para aperfeiçoar a técnica dos atuais competidores. "Acredito que teremos um avanço muito rápido no ciclismo. Temos potencial para brigar por medalhas em Pequim." O Pão de Açúcar já tem uma tradição em investir no triatlo e atletismo e, agora, estimulado pela Caloi, aposta em outro esporte. "Estou muito otimista com esse projeto. Queremos fazer a diferença também no ciclismo, como fizemos no triatlo, onde temos cinco dos seis atletas olímpicos brasileiros", afirmou o membro do Conselho Administrativo do Grupo Pão de Açúcar, João Paulo Diniz.A estréia da equipe Caloi Extra Suzano ocorrerá no sábado, na disputa da Volta Ciclística de Santa Catarina. A pressão por bons resultados, no entanto, ainda não existe. O objetivo, reforça Diniz, é buscar títulos a médio e longo prazo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.