Frank Robichon/EFE - 9/8/2008
Frank Robichon/EFE - 9/8/2008

Ciclista alemão Stefan Schumacher é pego no antidoping

Ele também havia sido pego na Volta da França, em julho do ano passado, depois de vencer duas etapas

AE-AP, Agencia Estado

29 Abril 2009 | 11h09

O ciclista alemão Stefan Schumacher foi flagrado com o hormônio sintético Cera nos exames antidoping realizados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) após a Olimpíada de Pequim. É o segundo caso de doping em que o atleta se envolve no mesmo ano: ele também foi pego na Volta da França, em julho do ano passado, depois de vencer duas etapas e liderar a classificação geral por dois dias.

Veja também:

linkItália confirma doping de ciclista vice-campeão olímpico

linkBahrein admite doping do campeão olímpico dos 1.500 m

A substância, uma evolução da eritropoietina (EPO), aumenta a quantidade de glóbulos vermelhos, o que melhora a oxigenação do sangue e acelera a recuperação muscular. Em Pequim, o alemão ficou em 13.º lugar na prova de estrada contra o relógio.

Schumacher já está cumprindo suspensão de dois anos, e é o terceiro atleta que teve seu nome revelado depois da divulgação do COI, na terça-feira, de que sete exames, de seis atletas, haviam dado positivo para Cera após uma nova análise. A entidade decidiu refazer mais de 900 testes depois de conseguir obter a tecnologia para detecção da droga.

O ciclista de 27 anos nega o uso de drogas ilegais e já recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) da punição anterior. Ele está parado, já que foi demitido de sua equipe, a Quick Step, depois do anúncio do doping na Volta da França. Até o ano passado, ele corria pela equipe Gerolsteiner, que fechou as portas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.