Ciclista belga morre após queda no Giro da Itália

O ciclista belga Wouter Weylandt morreu nesta segunda-feira depois de sofrer uma queda durante a realização da terceira etapa do Giro da Itália, informaram os organizadores. O competidor da equipe Leopard-Trek é a primeira vítima da prova italiana nos últimos 25 anos.

AE, Agência Estado

09 de maio de 2011 | 14h40

Weylandt caiu durante uma descida de cerca de 20 quilômetros do final da etapa em Rapallo, no norte da Itália, ficou imóvel e sangrando muito na estrada antes dos paramédicos cortarem o capacete e tentarem reanimá-lo.

"Chegamos imediatamente quando estávamos atrás de seu grupo", disse Giovanni Tredici, médico do Giro. "Ele estava inconsciente, com fratura da base do crânio e danos faciais. Após 40 minutos de massagem cardíaca, tivemos de suspender a ressuscitação, porque não havia mais nada que pudéssemos fazer".

O corpo do ciclista da Leopard-Trek estava coberto por um lençol e foi levado em uma ambulância cerca de uma hora após o acidente. "A descida foi uma questão técnica, o asfalto era bom", disse Davide Vigano, um dos companheiros de equipe de Weylandt. "Eu não sabia o que tinha acontecido durante a corrida. Estou sem palavras".

O piloto da equipe colocou uma foto de um sorridente Weylandt em seu site com uma declaração "em nome de toda a equipe Trek Leopard". "Hoje, o nosso companheiro e amigo Wouter Weylandt faleceu após um acidente na terceira etapa do Giro de Itália", disse o comunicado.

"A equipe está em estado de choque e tristeza e enviamos todos os nossos pensamentos mais profundos e condolências à família e aos amigos de Wouter. Este é um dia difícil para o ciclismo e para a nossa equipe, e todos nós devemos procurar apoio e força nas pessoas próximas a nós".

Os organizadores da corrida cancelaram a cerimônia de premiação por causa do acidente. O ciclista espanhol Angel Vicioso venceu a etapa de segunda-feira, de 173 quilômetros, entre Reggio Emilia e Rapallo, enquanto o britânico David Millar é o líder da classificação geral.

Técnico da Leopard-Trek, Brian Nygaard disse que o restante dos pilotos da equipe iriam se reunir para decidir se queria continuar no Giro, que termina no dia 29 de maio em Milão. No ano passado, em 10 de maio de 2010, Weylandt venceu a terceira etapa do Giro em seu último dia na Holanda.

Weylandt foi o primeiro piloto morto em um acidente em uma das três principais provas do ciclismo, desde que o ciclista italiano Fabio Casartelli morreu durante a Volta da França de 1995. No Giro, Weylandt é o quarto ciclista a morrer durante a corrida e o primeiro em 25 anos. Orfeo Ponsin morreu em 1952, Juan Manuel Santisteban em 1976 e Ravasio Emilio em 1986.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.