Ciclista belga morre após ser atropelado por moto durante prova

A equipe Wanty-Gobert confirmou a morte do ciclista belga Antoine Demoitié após um acidente durante a clássica Genk-Welvegen, no último domingo. O time publicou uma fotografia em preto e branco, em suas páginas nas redes sociais Twitter e Facebook, do ciclista com o texto "Antoine Demoitié 1990-2016" anunciando a sua morte.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

28 de março de 2016 | 11h44

Demoitié estava entre os vários ciclistas que caíram em um acidente durante a prova, quando faltavam 117 quilômetros para o fim do percurso. E, de acordo com informações da imprensa local, ele foi atingido por uma moto. A disputa foi vencida pelo eslovaco Peter Sagan, mas, evidentemente, o resultado foi ofuscado pela morte do belga.

A equipe explicou que o seu ciclista chegou a ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva de um hospital da cidade de Lille, no norte da França, para onde foram sua esposa e família. Posteriormente, Demoitié faleceu.

Nesta segunda-feira, a Associação de Ciclistas Profissionais pediu para que seja realizada uma investigação para esclarecer as circunstâncias do acidente que provocaram a morte do competidor.

Em 2014, o belga, de 25 anos, venceu a Volta de Finistère. No ano passado, Demoitié fechou a temporada da UCI Europe na 36ª colocação.

Tudo o que sabemos sobre:
TwitterFacebookFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.