Ciclista cria capacete antipoluição

O empresário do ramo de autopeças Fabrizio Giovannini, de 37 anos, é um amante do esporte, daqueles que mesmo sem poder abandonar o trabalho, encaixa as atividades físicas em sua rotina, como o hábito de pedalar de 40 a 70 quilômetros por semana. Fabrizio pratica corridas de aventura, com modalidades como canoagem, trekking, técnicas verticais (rapel e tirolesa), natação e mountain bike. Como mora em Tamboré e trabalha em São Paulo, usou a criatividade para não ter de andar de bicicleta, respirando a enorme poluição do ar da cidade: inventou um capacete antipoluição, com filtro de ar, que o deixa parecido com aqueles pilotos de caça de jato.Leia mais no Estadão

Agencia Estado,

25 de outubro de 2001 | 09h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.