Ciclista do Brasil nos Jogos de 1980 e 1984 morre aos 59 anos

A Confederação Brasileira de Ciclismo confirmou a morte do ex-ciclista Gilson Alvaristo, de 59 anos. Ele era o diretor técnico da Federação Paulista de Ciclismo e, durante a sua carreira, participou de duas edições dos Jogos Olímpicos, em 1980 (Moscou), e em 1984 (Los Angeles).

Agência Estado, Estadão Conteúdo

29 de março de 2016 | 13h49

Além disso, Gilson Alvaristo representou o Brasil em competições na Europa e América do Sul. Ele faturou dois Brasileiro de Estrada, o Pan-Americano no revezamento 4×100, a Volta Ciclística Nove de Julho e o Campeonato Paulista, entre outros, durante a sua carreira, nas décadas de 1970 e 1980.

Considerado uma das referências do ciclismo brasileiro, Gilson Alvaristo foi hospitalizado por causa de uma pneumonia aguda e ficou internado por cerca de 15 dias, falecendo na última segunda-feira, quando sofreu uma parada cardíaca. O velório e o seu sepultamento ocorrerão nesta terça-feira, em Jundiaí, no interior paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.