Ciclista excluído da Volta da França admite doping

Riccardo Ricco, esperança italiana na competição, diz ter utilizado EPO para competir

AE-AP, Agencia Estado

30 de julho de 2008 | 10h01

O ciclista italiano Riccardo Ricco admitiu nesta quarta-feira o uso do hormônio sintético EPO, durante a Volta da França. O competidor, de 24 anos, foi o principal atleta pego no antidoping na edição deste ano da mais tradicional prova do ciclismo."O erro foi todo meu", disse Ricco, vice-campeão da Volta da Itália e vencedor de duas etapas na Volta da França até ter sido flagrado. O ciclista pediu perdão a seus torcedores, e afirmou que a confissão tirava um peso enorme de suas costas.Até esta quarta-feira, Ricco negava ter utilizado a substância proibida. A equipe Saunier Duval-Scott retirou-se da disputa e demitiu o italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.