Ciclista levará bandeira britânica na abertura dos Jogos

Chris Hoy terá a honra de ser o porta-bandeira da Grã-Bretanha na cerimônia de sexta-feira

Agência Estado, AE

23 de julho de 2012 | 09h05

LONDRES - Quatro vezes campeão olímpico do ciclismo, Chris Hoy será o último porta-bandeira a entrar no Estádio Olímpico de Londres nesta sexta-feira, na Cerimônia de Abertura dos Jogos. Isso porque o atleta de 36 anos foi escolhido para levar a bandeira do país anfitrião, a Grã-Bretanha, em decisão anunciada nesta segunda.

De acordo com o Comitê Olímpico Britânico, Hoy foi escolhido a partir de uma votação que envolveu os atletas da delegação e membros do próprio Comitê. Ele já havia sido o porta-bandeira da Grã-Bretanha na Cerimônia de Encerramento dos Jogos de Pequim, quando conquistou três medalhas de ouro para o seu país.

Naquela edição dos Jogos, ele venceu a prova de velocidade em equipe, o Keirin e o velocidade individual. Em Atenas, quatro anos antes, havia sido o campeão na prova de 1km contra o relógio.

O Comitê Olímpico Britânico espera a participação de mais da metade dos seus atletas na Cerimônia de Abertura, na sexta-feira. Hoy, assim como o restante da delegação de ciclismo, vai viajar do País de Gales para Londres, no dia da cerimônia, especialmente para participar do evento.

SUÍÇA

Líder do ranking mundial do tênis, Roger Federer abriu mão de ser o porta-bandeira da Suíça na Cerimônia de Abertura. Ele, que já cumpriu este papel outras duas vezes, preferiu abrir essa oportunidade para os mais jovens. Diante da recusa, o Comitê Olímpico da Suíça escolheu outro tenista, Stanislas Wawrinka, que vai jogar duplas com Federer em Londres. Os dois são os atuais campeões olímpicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.