Ciclista que confessou doping se apresenta à sua nova equipe

Alemão Erik Zabel chora e agradece por nova chance no ciclismo internacional

Efe

10 de janeiro de 2008 | 18h17

O ciclista alemão Erik Zabel, que confessou já ter se dopado na carreira, se apresentou, nesta terça-feira, à Milram, sua nova equipe. No ano passado, Zabel chorou ao dizer que se dopou com Eritropoietina (EPO) para disputar o Tour de France de 1996. O ciclista, que disputará sua última temporada, quer fazê-lo numa equipe "completamente transparente" e sem sombra de doping."A história que veio à tona na temporada passada me destruiu. Viver com isso não foi agradável", afirmou o ciclista.O técnico da equipe, Gerry van Gerwen, explicou que o objetivo da Milram é ficar totalmente limpa de doping, prestando atenção a todas as regras, e firmar sua base na cidade alemã de Dortmund. O ciclismo alemão esteve sob suspeita pelas muitas confissões de doping, principalmente na equipe T-Mobile. O problema fez com que na Telekom deixasse de investir no esporte.Entre os corredores da equipe alemã que confessaram ter se dopado está o dinamarquês Bjarne Riijs, que venceu o Tour em 1996. Já Jan Ullrich, seu companheiro de equipe à época e vencedor da prova no ano seguinte, nega ter se dopado.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismodoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.