Satiro Sodre/CBDA
Satiro Sodre/CBDA

Cielo é ouro e bate recorde nos 100 metros no Mundial

Assim como aconteceu na prova dos 50 m, o brasileiro também unificou suas conquistas

AE, Agência Estado

19 de dezembro de 2010 | 13h33

O brasileiro César Cielo voltou a fazer história no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta (25 metros), realizado em Dubai. Neste domingo, ele confirmou o seu favoritismo e conquistou a medalha de ouro nos 100 m livres. Além disso, quebrou o recorde do campeonato da prova com o tempo de 45s74.

 

Veja também:

linkKaio Márcio fatura prata nos 200m borboleta no Mundial

linkBrasil fecha Mundial com bronze no revezamento

linkFelipe França é ouro nos 50m peito no Mundial em Dubai

Cielo era o detentor do recorde da competição, com o tempo de 46s01, registrado nas semifinais da prova. Além disso, o nadador brasileiro já havia conquistado outras duas medalhas em Dubai. Ele faturou o bronze no revezamento 4x100 metros livre e o ouro nos 50 metros livre.

Assim como nos 50 metros livre, Cielo unificou os títulos mundiais dos 100 metros com a conquista da segunda medalha de ouro do Brasil em Dubai. No Mundial de 2009, realizado em Roma, ele venceu as duas provas. Neste domingo, ele ainda participará do revezamento 4x100 metros medley.

"Cansou muito, estou no limite, mas é gostoso, é muito bom conseguir de novo essa dobradinha para o Brasil. Vou tentar me recuperar para fechar bem no revezamento", afirmou Cielo, primeiro nadador brasileiro a faturar duas medalhas em um Mundial em Piscina Curta, em entrevista ao SporTV.

Cielo dominou a final deste domingo e sempre esteve na liderança. Na parte final, o brasileiro chegou a ser ameaçado pelo francês Fabien Gilot, que terminou na segunda colocação, com 45s97. O russo Nikita Lobintsev ficou em terceiro, com 46s35, e completou o pódio, à frente do francês Alain Bernard, que foi o quarto, com 46s37.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.