Sérgio Moraes/Reuters
Sérgio Moraes/Reuters

Cielo vai à final dos 100 metros livre com melhor tempo no Rio

Brasileiro sobrou na prova e terminou com o tempo de 47s29 na piscina curta do Parque Aquático Maria Lenk

AE, Agência Estado

10 de setembro de 2010 | 21h23

Recordista mundial da prova, o brasileiro César Cielo não teve problemas nesta sexta-feira para se classificar à final dos 100 metros livres com o melhor tempo, pela etapa carioca da Copa do Mundo de Natação. Disputando uma competição em piscina curta após dois anos, o nadador sobrou no Parque Aquático Maria Lenk e marcou 47s29.

Para avançar em primeiro à decisão da prova, Cielo teve que superar o vento forte e o frio na piscina carioca, que, segundo o nadador, atrapalhou "só um pouquinho, mas foi ruim para todo mundo". Ele ficou à frente do alemão Steffen Deibler, que marcou 48s01 e foi o único estrangeiro a se classificar para a final dos 100 metros livres.

"Foi um bom resultado e ainda dei uma segurada na última piscina. Quero melhorar meus tempos, claro, mas não estou com grandes expectativas. Vamos ver o que acontece", comentou Cielo, que nadará a decisão na manhã deste sábado. Ainda nesta sexta, ele também competiria nos 50 metros borboleta, mas desistiu para evitar um desgaste maior, já que ainda disputará os 50 metros livre, outra prova na qual é recordista mundial.

Além de Cielo, os principais nadadores brasileiros também foram bem nas eliminatórias. Ainda nos 100 metros livre, Nicholas dos Santos avançou com o quinto tempo. Nos 50 metros peito, Felipe França, medalha de prata no Mundial de Roma, em 2009, foi o primeiro. Guilherme Guido liderou os 100 metros costas, Leonardo de Deus foi o melhor nos 200 metros borboleta e Henrique Rodrigues avançou em primeiro nos 100 metros medley.

No feminino, Joana Maranhão fez o melhor tempo das eliminatórias nos 200 metros medley, assim como Gabriella Silva nos 100 metros borboleta. Fabíola Molina, que recentemente se destacou ao levar o bronze dos 50 metros costas no Pan-Pacífico, voltou a ir bem na prova e se classificou em segunda.

A etapa do Rio de Janeiro é a primeira de sete da Copa do Mundo de Natação. Ainda no segundo semestre do ano, a competição também terá disputas em Pequim, Cingapura, Tóquio, Berlim, Moscou e Estocolmo. O desempenho nestas etapas classifica os nadadores para o Mundial de piscina curta, a ser realizado em Dubai, nos Emirados Árabes, em dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.