Clássico carioca terá Mano contra Dorival

Vasco e Flamengo se enfrentam no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, que deve ter lotação total

LEONARDO MAIA / RIO , O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2013 | 02h09

A maior rivalidade do Estado do Rio foi transposta para Brasília. Na capital federal, Vasco e Flamengo se enfrentam pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, às 18h30. Resultado do impasse com o consórcio que administra o Maracanã, e que basicamente acabou na sexta, quando o rubro-negro assinou acordo para mandar seus jogos na arena carioca.

Mas os jogadores deverão experimentar um ambiente semelhante ao que seria visto no estádio no Rio. Até a noite de sexta, 50 mil ingressos haviam sido vendidos para o clássico dos milhões.

O Mané Garrincha estará lotado para ver um duelo de duas equipes que estão em mau momento na competição. O que só mostra a força popular de rubro-negros e cruzmaltinos em Brasília. Promessa de um jogo em que a rivalidade estará ainda mais exacerbada.

"É um sentimento gostoso participar de um clássico desse tamanho, com esse apelo popular, mesmo sendo fora do Rio. A responsabilidade em campo será dividida", comentou o técnico do Flamengo, Mano Menezes. "É bom para o jogo. Você ataca um pouco, eles atacam um pouco. Quem erra menos, ganha. Você entra com essa responsabilidade repartida. É melhor quando ambas as equipes procuram a vitória", analisou.

De um lado, Mano fará sua primeira aparição em um clássico carioca. Do outro, Dorival Júnior inicia sua segunda passagem pelo Vasco justamente contra o time que o dispensou no início do ano pelo alto salário.

"É para isso que a gente trabalha, para viver grandes jogos. Acredito que seja o mesmo sentimento dos jogadores. Vamos trabalhar nas últimas horas para que a gente consiga fazer um grande jogo", disse Mano, que se recusou a divulgar a escalação com antecedência.

No Vasco, Dorival deve promover consideráveis mudanças com relação ao time derrotado por 5 a 3 pelo Internacional, na última partida sob o comando de Paulo Autuori. A julgar pelo treino de sexta, em São Januário, Renato Silva volta à zaga e Eder Luís, ao ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.