Clássico com o Milan é a última pedreira para a Juventus

Líder disparada, a equipe de Turim só terá jogos fáceis nas cinco rodadas que disputará depois

TURIM, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2013 | 02h09

A Juventus faz hoje contra o Milan seu último jogo complicado no caminho para o bicampeonato. E se ganhar precisará apenas de mais quatro pontos nas cinco rodadas restantes para garantir o título.

O time de Turim tem 11 pontos de vantagem sobre o Napoli, e depois terá de jogar contra Torino (fora), Palermo (em casa), Atalanta (fora), Cagliari (em casa) e Sampdoria (fora).

"Só vamos nos sentir campeões quando a matemática disser isso", disse o zagueiro Bonucci. "O fato de o Milan estar em ótima fase nos motiva ainda mais para a partida."

A equipe de Milão é a única que não perdeu no campeonato em 2013. Sua última derrota foi na 18ª rodada, quando caiu diante da Roma por 4 a 2. De lá para cá foram dez vitórias e quatro empates.

Essa campanha colocou o Milan na briga pelo segundo lugar, que é importante por garantir vaga na fase de grupos da Copa dos Campeões - o terceiro colocado precisa jogar uma etapa preliminar. Mas como a desvantagem em relação ao Napoli é de quatro pontos uma derrota hoje pode ter consequências desastrosas, já que o vice-líder jogará em casa contra o Cagliari.

A Juventus entrará em campo com força máxima. Como tem feito nas últimas partidas, o técnico Antonio Conte vai escalar apenas um homem na frente (o montenegrino Vucinic).

O Milan não terá mais uma vez o atacante Balotelli. Sua suspensão foi de três para dois jogos, mas como ele só cumpriu um não poderá jogar. O centroavante será Pazzini. No primeiro turno o Milan venceu por 1 a 0, gol de Robinho

Outros jogos:Inter x Parma, Siena x Chievo, Catania x Palermo, Roma x Pescara, Bologna x Sampdoria e Fiorentina x Torino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.