Clássico da marcação

Rogério Ceni resumiu bem o clássico de ontem. "Foi um jogo bem truncado, de marcação", disse. "Priorizamos a marcação no meio, mas sem violência. Eles só tiveram duas chances claras de gol", lembrou. "Nem a gente teve muita chance." O capitão tricolor tem razão. Os defensores sobressaíram no Morumbi. Pierre de um lado, André Dias do outro. O são-paulino falhou apenas uma vez e deu sorte - Pierre (na foto, disputando lance com Hernanes) não foi feliz na finalização após roubar a bola. Já a normalmente irregular defesa do Palmeiras foi bem em quase toda a partida, mas pagou caro por uma de suas poucas falhas. "É complicado marcar o Washington", minimizou Marcos. "A gente não poderia ter deixado espaço para o Hernanes cruzar." O goleiro acredita que o Palmeiras merecia sair do Morumbi com o empate. "Foi um jogo parelho, só fomos piores nos dois primeiros minutos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.