Clássico no Maracanã não sai do 0 a 0

Adriano e Fred não correspondem às expectativas e frustram os torcedores de Flamengo e Fluminense

Leonardo Maia, RIO, O Estadao de S.Paulo

29 de junho de 2009 | 00h00

Esperava-se muito do duelo entre Adriano e Fred, mas o que se viu ontem, no Maracanã, foram duas equipes sem criatividade e empenho suficientes para que Fluminense e Flamengo saíssem do 0 a 0. Com o resultado, o Rubro-Negro chegou aos 11 pontos, caindo para a sétima posição. O Tricolor soma 10 e ocupa a 13ª colocação. "Eu sempre cobro muito de mim, por isso estou triste. Mas o time está mostrando bom ritmo. Agora é manter o trabalho e buscar as vitórias", disse Adriano, que não viveu tarde inspirada. Foi um primeiro tempo de péssimo nível, com muitas faltas. Poderia se atribuir um pouco da culpa ao juiz Sálvio Spinola, que apitava qualquer esbarrão. O Flamengo errava passes e permitia, com isso, que o Fluminense tivesse ligeiro domínio. Aos nove minutos, Edcarlos apareceu na área adversária e chutou cruzado, forte. Bruno espalmou e a defesa aliviou. Três minutos depois o Rubro-Negro respondeu. Everton tentou o cruzamento da esquerda. A bola resvalou em Edcarlos e Ricardo Berna fez grande defesa. Apesar dos muitos erros, o Flamengo levava mais perigo quando avançava, atuando bem pelos lados do campo. Mas Fred quase abriu o placar aos 42. Dois minutos depois foi a vez de Adriano cabecear e quase encobrir Ricardo Berna. O Flamengo melhorou no segundo tempo, diante de um Fluminense lento e que permitia os avanços rápidos do rival. A única chance tricolor em toda a segunda etapa surgiu com Fred, logo a um minuto. Mas o atacante chutou para fora. A partir daí, só deu Flamengo que obrigou Ricardo Berna boas defesas. O ritmo rubro-negro caiu e o jogo passou a ser um festival de bolas perdidas nas intermediárias. Uma noite para apagar da história do clássico Fla-Flu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.