Claudinei se prepara para ir embora da Vila

SANTOS. LEIA MAIS

SANCHES FILHO / SANTOS, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2013 | 02h02

NOTÍCIAS DO CLUBE NO

estadao.com.br/e/santosfc

Claudinei Oliveira ainda não foi informado sobre o interesse do Santos na contratação de um novo treinador, mas já se prepara até para deixar o clube e tentar seguir carreira em outro lugar. Depois de fracassar nas tentativas com Marcelo Bielsa, Gerardo Martino e Abel Braga, o Santos deixou bem encaminhado o acerto com Ney Franco, e o interino já decidiu que, se for para ser figura decorativa, prefere seguir a vida em outro clube.

"Não tenho inocência de achar que o cara que vai chegar aqui vai dizer 'senta aqui, amigão'. Ele vai trazer o coordenador dele. Não quero ser uma árvore. Não é só questão de salário, é preciso ter função, senão não tem sentido", disse.

Ele assumiu o time após a demissão de Muricy Ramalho em 30 de maio e teve tempo para orientar apenas um treino antes de estrear com empate contra o forte Grêmio na Vila Belmiro. Em 11 jogos, ganhou quatro vezes, empatou quatro e perdeu três. Como não foi efetivado após o empate com o Corinthians em que o time reagiu depois do massacre sofrido em Barcelona, ele se convenceu de que os dirigentes esperam apenas o momento certo para anunciar um novo treinador.

Com relação ao time para enfrentar o Cruzeiro amanhã no Mineirão, Claudinei disse após o treino de ontem à tarde que pretende manter de 60 a 70% do time que jogou o clássico. Duas mudanças certas são a entrada de Mena no lugar de Léo (será poupado) e de Giva no de Willian José (cumprirá suspensão). A dúvida do técnico é se começa o jogo com Alison ou Leandrinho ao lado de Arouca, Cícero e Montillo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.