COB assina contrato milionário

Arrecadar US$ 71 milhões para o esporte do Brasil, em 12 anos, é o novo sonho do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que celebrou um contrato de parceria com a IMG World, uma das maiores agências de marketing do mundo, para comercializar a imagem da entidade. O documento foi assinado, nesta segunda-feira, na sede do COB, e do total arrecadado 25% ficará com a empresa americana.Nos primeiros quatro anos de contrato, até 2004, a agência terá de arrecadar para o COB a quantia de US$ 10 milhões, sob a pena de ter o vínculo rescindido e o pagamento obrigatório de uma multa de US$ 2,8 milhões, caso não alcance esta meta. Se até 1º de junho de 2003 a empresa americana não faturar US$ 3 milhões para a entidade, também será obrigada a pagar uma multa de US$ 1,2 milhão.A renovação do contrato até o ano de 2016 será feita a cada quatro anos, automaticamente, desde que as metas financeiras estabelecidas sejam atingidas pela empresa americana. Até 2004, US$ 10 milhões; entre 2005 e 2008, US$ 16 milhões; no período de 2009 a 2012, US$ 20 milhões e, no último quadriênio, de 2013 a 2016, US$ 25 milhões.O presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, festejou a parceria inédita no Brasil e destacou que, caso ela não dê certo, o total de US$ 4 milhões em multas, a ser pagos pela agência, será equivalente a quantia usada para a disputa das Olimpíadas de Sydney, em 2000, cerca de US$ 4,7 milhões. Apesar do ânimo, o dirigente não escondeu a necessidade de mais investimentos para o esporte olímpico. "Todos sabem que, para mim, em termos de dinheiro para o esporte, o céu é o limite", disse.A IMG é a mais antiga empresa de marketing esportivo no mundo. A empresa, com sede em Cleveland, Ohio, nos Estados Unidos, representa atletas como o golfista Tiger Woods, o tenista Pete Sampras e o piloto Michael Schumacher. No futebol, a empresa estabeleceu parcerias com as equipes do Barcelona, Manchester United e o Liverpool. No Brasil, a agência em parceria com a Nike é a responsável por administrar o site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Comitês Olímpicos internacionais, como o americano (Usoc), o chinês (COC) e o espanhol (COE) já estabeleceram parcerias com a empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.