COB desiste de centro destinado aos novos talentos

O Centro Olímpico de Desenvolvimento de Talentos (CODT) era promessa antiga do COB. A naufragada ideia prometia pinçar meninos e meninas, entre 12 e 17 anos, que demonstrassem potencial para se transformarem em atletas de alto rendimento em 11 diferentes 11 modalidades.

Leonardo Maia, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2011 | 00h00

O ambicioso projeto esperava beneficiar de 1.000 a 1.500 crianças apenas no seu primeiro ano de funcionamento. Porém, nada mudará no panorama atual, e às confederações e federações caberá garimpar tais talentos.

Mesmo assim, Jorge Bichara, gerente de desenvolvimento de projetos especiais, explica que o conceito do CODT vai sobreviver, mas redimensionado. "Com as futuras instalações erguidas próximo ao Maria Lenk e ao Velódromo, este projeto acabará sendo incorporado ao Centro Olímpico de Treinamento, um dos grandes legados esportivos dos Jogos Olímpicos Rio 2016."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.