COB quer vela e tênis fora do movimento paraolímpico

O movimento olímpico nacional está em conflito. O tênis e a vela terão de se desfiliar do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), segundo determinou o Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A decisão foi informada aos dirigentes das duas confederações através de carta e provoca polêmica.Embora os recursos que recebia do movimento paraolímpico sejam pequenos, a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) alega que o dinheiro é o único que os atletas que jogam tênis de cadeira de rodas têm para competir.?Consultei a Federação Internacional de Tênis (ITF), que se manifestou a favor da filiação?, afirmou Jorge Lacerda da Rosa, presidente da CBT. ?Entreguei o caso ao nosso departamento jurídico para ver o que pode ser feito nesse caso.?Lars Grael, presidente que se afastou da Federação Brasileira de Vela e Motor (FBVM) - pediu intervenção para que fossem investigadas as contas da entidade -, fez ressalvas à decisão do COB. ?O que causa estranheza é que várias federações internacionais, como a de vela, são filiadas ao Comitê Paraolímpico Internacional e também ao Comitê Olímpico Internacional?, lembrou.O COB alega ?que a filiação ao comitê paraolímpico de suas filiadas fere as determinações constantes da Carta Olímpica e do seu Estatuto?. Na verdade, os documentos citados não trazem nenhum artigo que proíba a dupla filiação, mas eles falam apenas de esportes olímpicos, não os paraolímpicos. O COB entende que está implícito que as confederações terão de se desligar do CPB. O assunto teria sido levado pelo senador Flávio Arns (PT-PR), ex-presidente da Associação Brasileira de Desportos de Deficientes Mentais (Abdem), ao presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman. A Abdem divide com outras filiadas os recursos disponíveis de patrocinadores e da Lei Piva para o movimento paraolímpico. As outras filiadas são a ABVP (vôlei), CBBC (basquete), Abradecar (cadeirantes), ABDC (cegos) e Ande (deficientes). A essas seis entidades se juntaram, pouco antes da eleição do presidente do CPB, Vital Severino Neto, as confederações de vela e tênis. Vital não se manifestará até reunião com o COB, em abril, para discutir a questão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.