Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

COB se defende e garante apoio a Zanetti após ameaça

Em nota, entidade informou que o clube do atleta receberá novos equipamentos e que ajudou o ginasta a conseguir patrocínios e viagens

AE, Agência Estado

22 de abril de 2013 | 19h49

RIO - Em entrevista ao Esporte Espetacular do último domingo, Arthur Zanetti fez uma ameaça dura: se seu clube (o SERC/São Caetano) não receber maior apoio do COB, principalmente estrutural, ele pode aceitar uma das ofertas que tem de outros países e passar a defender outra nação. Assim, o Brasil poderia ver seu único campeão olímpico da ginástica subindo ao alto do pódio dos Jogos do Rio e ouvindo outro hino que não o brasileiro.

O COB respondeu as ameaças nesta segunda-feira prometendo apoio a Zanetti e listando uma série de iniciativas que beneficiam diretamente o ginasta. Em nota, o Comitê Olímpico Brasileiro disse que entrou em contato com o atleta e seu treinador, Marcos Goto, para entender a situação. E garante: "não existe a possibilidade de Arthur Zanetti defender outro país".

Na nota, o COB afirma que está empenhado em melhorar as condições de treinamento do ginasta e de sua comissão técnica desde antes dos Jogos de Londres/2012 através de diversas ações. E lista uma série de ações que beneficiaram Zanetti antes da medalha olímpica, como a importação de argolas idênticas às usadas na Olimpíada, CT no Velódromo do Rio (hoje desmontado) e suporte para que ele participasse de etapas de Copa do Mundo, bancando a viagem de psicóloga e fisioterapeuta.

O Comitê ainda lembra que complementa os salários de treinador, fisioterapeuta, nutricionista e psicóloga da comissão técnica de Zanetti, que são contratados pelo SERC/São Caetano. A entidade diz que ajudou na renovação no contrato de patrocínio da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) com a Caixa e indicou Zanetti para Sadia, Nike e Nissan, que o patrocinam.

Ainda segundo o COB, os equipamentos que eram usados no CT do Velódromo serão enviados aos principais clubes do País, inclusive o SERC/São Caetano, que receberá 22 equipamentos, todos escolhidos pelo técnico de Zanetti, Marcos Goto. Pinheiros-SP, Minas Tênis Clube, AABB-SP, CEGIN-PR e Grêmio Náutico União-RS também serão beneficiados. O COB também alega ter feito uma parceria para oferecer a Zanetti oito equipamentos de musculação, que já estão a caminho de São Caetano do Sul, e custam R$ 500 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.