Cobrança da torcida não preocupa seleção de futsal

A seleção brasileira começa a disputar o Mundial de Futsal na próxima terça-feira, na estréia contra o Japão, em Brasília. E, jogando em casa, entra como favorita. Mas os jogadores avisam que não vão se abalar com a pressão, mesmo dizendo que a torcida do Brasil está "mal-acostumada", por exigir sempre grandes vitórias."O torcedor fica achando que a seleção vai golear sempre", disse o fixo Schumacher, lembrando das vaias que o Brasil recebeu no empate com o Egito, em amistoso disputado na última segunda-feira, em Uberlândia (MG). "Todo jogo neste Mundial vai ser complicado.""Se não ganhar bem, o pessoal começa a vaiar", afirmou Schumacher, garantindo, porém, que as cobranças excessivas do público não vão desestabilizar o grupo do Brasil no Campeonato Mundial. "Não tem nenhum jogador juvenil aqui. Todo mundo está acostumado com pressão. Não vai haver problema nenhum."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.