COI corta dinheiro do Quênia após comitê nacional se recusar a acatar medidas

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quinta-feira aquela que pode ser a primeira de uma série de sanções contra o esporte do Quênia. O comitê olímpico nacional do país africano, uma das potências do atletismo, viu ser suspenso o repasse de verbas por parte do COI, em medida preventiva que pode ser estendida durante a reunião do Comitê Executivo do COI na semana que vem.

O Estado de S.Paulo

09 de março de 2017 | 15h14

A punição foi aplicada depois que o Comitê Olímpico do Quênia (NOCK, na sigla em inglês), presidido pelo bicampeão olímpico Kip Keino, se reuniu na última terça-feira e rejeitou aprovar as mudanças estatutárias pedidas pelo COI. É a segunda vez em uma semana que isso acontece. "O COI está extremamente desapontado com o desfecho da assembleia geral extraordinária do NOCK, que não corrigiu as questões de governança da forma apropriada", disse o COI, em nota, explicando porque cortou "todos os pagamentos e subsídios" do comitê olímpico do Quênia.

Agora, a expectativa é que no encontro da semana que vem Pyeongchang, na Coreia do Sul, palco da Olimpíada de Inverno do ano que vem, o COI vote a suspensão do Quênia. Seria uma forma de pressionar o país africano a enfim regularizar a situação do seu comitê olímpico, dissolvido pelo governo em meio a um escândalo de corrupção.

Estão envolvidos em escândalos de corrupção boa parte dos antigos dirigentes da entidade, incluindo dois vice-presidentes e o secretário-geral, acusados de desviarem recursos e equipamentos cedidos pela Nike e que nunca chegaram aos atletas. Em novembro, o novo vice-presidente da entidade, presidente da federação de natação, foi preso escondendo diversas sapatilhas e roupas de corrida que a Nike enviara os atletas.

Uma eventual suspensão impediria o Quênia de participar dos Jogos Olímpicos de Inverno, competição de qualquer forma o país não disputa desde 2006. Os quenianos teriam três anos para se adequarem antes dos Jogos de Tóquio, em 2020.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.